14/08/2017

Filmes & Séries | Julho'17

No mês passado fui duas vezes ao cinema, o primeiro filme foi o Homem-Aranha: Regresso a Casa que não estava com expectativas nenhumas e no final eu gostei imenso. O segundo filme que assisti foi Baywatch: Marés Vivas que os meus amigos queriam ver e fui com eles e foi uma desilusão completa, definitivamente comédias totós não são para mim.

Relativamente a séries foi um mês dedicado a Game of Thrones, primeiro terminei a 6ª temporada, apenas tinha visto os 3 primeiros e nas férias assisti desde o 4º episódio até ao 10º episódio. O Syfy repetiu as temporadas anteriores e ainda revi a 1ª e à 2ª temporadas completas, houve imensos pormenores que na primeira vez que vi que não entendi e foi muito bom voltar a rever. Por fim, começou a 7ª temporada e vi o 1º e o 2º episódios e foram ambos fabulosos!

E foi isto que assisti durante o mês de julho, o que andaram a ver?

13/08/2017

Book Haul & DVD Haul | Compras e Recebidos Julho'17

Finalmente houve um mês que não comprei nenhum livro, é verdade, não comprei nem um, depois do mês de Junho e das compras da FLL (post aqui) eu sabia que tinha-me que controlar no mês seguinte e isso realmente aconteceu. Não comprei nenhum livro, mas pelo contrário comprei 4 DVD's da Disney que estavam com um bom preço na FNAC. Mas claro que chegou cá a casa alguns livros e foram 5 em parceria com fantásticas editoras.

COMPRAS:
Relativamente às compras deste mês apenas foram 4 DVD's da Disney que estavam 2 por apenas 8 euros, claro que aproveitei logo para comprar alguns e assim finalmente começar a minha coleção em DVD. Apenas tinha alguns em VHS mega antigos e queria tê-los em DVD, então comprei Frozen - O Reino do Gelo, A Bela Adormecida, A Pequena Sereia (edição diamante) e A Bela e o Monstro. Ainda quero comprar mais alguns, mas isto vai com o tempo :) 

RECEBIDOS:
Em parceria com a Saída de Emergência chegou Nimona de Noelle Stevenson que vi comentários bastante positivos e fiquei curiosa e também chegou Implacável da fabulosa Sherrilyn Kenyon.
Em parceria com a Topseller chegou O Espadachim de Katharine Ashe, um romance histórico que eu estava louca para conhecer.

Em parceria com a Penguin Random House Grupo Editorial, chegou da chancela Suma de Letras o livro Valéria ao Espelho que é o segundo livro da série da Elísabet Benavent, eu ainda nem li o primeiro, mas a história parece ser interessante e quero sim dar uma oportunidade. Por último, chegou da chancela Nuvem de Tinta o livro Nevoeiro em Agosto de Robert Domes que é um livro que passa-se na Segunda Guerra Mundial e fiquei bastante interessada.
Caso queiram saber mais sobre os livros mencionados basta clicarem nas respetivas capas!

E foram estas as minhas compras e recebidos do mês passado :)

05/08/2017

Opinião | "Gravar as Marcas" de Veronica Roth

Título: Gravar as Marcas
Autor: Veronica Roth
ISBN: 9788491391111
Edição ou reimpressão: 01-2017
Editor: HARPERCOLLINS
Idioma: Português
Dimensões: 158 x 230 x 31 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 464

Sinopse: CYRA é a irmã do tirano cruel que governa o povo de Shotet. O dom-corrente de Cyra confere-lhe dor e poder, que o irmão explora, usando-a para torturar os seus inimigos. Mas Cyra é muito mais do que uma arma nas mãos do irmão; é resistente, veloz e mais inteligente do que ele pensa.
AKOS é filho de um agricultor e do oráculo de Thuvhe, a nação-planeta mais gelada. Protegido por um dom-corrente invulgar, Akos possui um espírito generoso e a lealdade que dedica à família é infinita. Após a captura de Akos e do irmão, por soldados Shotet inimigos, Akos tenta desesperadamente libertar o irmão, com vida, custe o que custar. Então, Akos é empurrado para o mundo de Cyra, onde a inimizade entre ambas as nações e famílias aparenta ser incontornável. Ajudar-se-ão mutuamente a sobreviver ou optarão por se destruir um ao outro?
Da autoria de Veronica Roth, Gravar as Marcas é um retrato deslumbrante do poder da amizade e do amor, numa galáxia repleta de dons inusitados.

OPINIÃO:
Comecei este livro sem expectativa nenhuma, Veronica Roth é uma autora que eu nunca pensei voltar a ler e por isso é que demorei tanto para o ler. Fui sem saber quase nada e tenho que admitir, Roth sabe escrever, este livro foi uma fantástica surpresa, eu adorei imenso. Sinceramente não estava à espera de gostar tanto, mas os personagens são tão bons e a história é tão envolvente que não consegui largar o livro até o terminar e quando cheguei ao final só queria mais, realmente fiquei triste porque a continuação só vai ser publicado para o próximo ano.

O livro retrata um mundo alternativo no planeta Thuvhe onde existe uma guerra entre dois povos, os Thuvhesit (que governam) e os Shotet que querem o poder de Thuvhe. O Akos é um Thuvhesit que é raptado juntamente com o irmão pelos Shotet e é aqui que conhece Cyra Noavek, uma jovem Shotet, que é irmã do homem que capturou Akos. A história é o irmão de Cyra querer o poder e para isso vai fazer de tudo e usar todas as armas possíveis para alcançar isso. Uma dessas armas é a própria Cyra que tem um dom bastante peculiar. Neste mundo existe um fluxo corrente, como fosse uma força da natureza, que está presente em todas as pessoas e manifesta-se de forma diferente em cada um em forma de dons. Este universo é bastante diferente de tudo, o que torna a leitura bastante interessante e cativante.

A história é super interessante e as personagens ainda melhores, o Akos foi raptado bastante jovem, mas passam-se alguns anos e é quando a ação principal acontece, tudo é recheado de ação. Eu adorei porque é óbvio que iria haver aqui um romance, mas é algo que demora e que apaixona o leitor. Não é um romance rápido, pelo contrário, o Akos fica como escravo da Cyra e só pouco a pouco é que eles se vão conhecendo, a própria Cyra vai aprendendo sobre o que quer para ela e para o seu povo, ela antes só fazia o que o irmão mandava devido a um segredo do passado, mas ela está farta de ser uma arma nas mãos do irmão e o Akos ajuda-a a pensar mais em si própria e nos deus desejos. Assim aliam-se um ao outro e juntos começam uma amizade em torno daquilo que acreditam, superando assim todas as diferenças. Eu adorei o Akos e a Cyra, ambos são personagens fortes e decididas que vão amadurecendo imenso ao longo do livro e é bastante interessante ver este desenvolvimento de ambos.

Outro aspeto que gostei imenso foi o que realmente o título tem tudo a ver com a história, quando o título foi divulgado eu achei estranho e até pensei que fosse alguma metáfora, mas não, é literalmente gravar as marcas. Não vou explicar muito pois uma das partes mais interessantes é descobrir exatamente o significado disto, mas digo que é costume do povo Shotet que pode ser um pouco estranho, mas a ideia geral tem um grande significado e traz para a história uma ideia bastante original.

Para criar este mundo novo e diferente, a autora teve sim que criar termos novos e colocar imensos detalhes para o leitor entende-lo, e pode demorar um pouco a perceber tudo e alguns termos até foram bastante difíceis no início e para isso temos no final do livro um glossário com o significado de algumas palavras novas e eu própria tive que recorrer a ele muitas vezes durante a leitura. Mas após compreender-se o mundo, a leitura fica bastante mais fácil, mas para começar a perceber é sim um pouco complicado, mas sem dúvida que vale a pena.

Eu não conseguia parar de ler, eu queria sempre saber o que iria acontecer a seguir, o livro é bastante viciante. A escrita de Veronica Roth está melhor que nunca, a narrativa e os diálogos estão perfeitos, realmente esta autora sabe sim escrever e cativa como poucos outro autores conseguem. Eu raramente leio mundos assim tão diferentes, pois custa-me imenso adaptar-me à história, mas aqui tudo fazia completo sentido e foi bastante bem descrito, tornando assim bastante fácil a sua compreensão. Sem dúvida que merece ser lido e acredito que quem gosta de distopia e fantasia vai adorar este, tal como eu.

Leitura com o apoio:

Opinião | "Amor às Claras" de Laura Kaye

Título: Amor às Claras
Autor: Laura Kaye
ISBN: 9789898504029
Edição ou reimpressão: 05-2017
Editor: O Castor de Papel
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 192

Sinopse: A tão esperada continuação de Corações na Escuridão.
 Assombrado por uma tragédia na infância e pela perda da família, Caden nunca pensou a vir encontrar o amor que partilha agora com Makenna.
Mas quanto mais se enamora, mais receia o caos que certamente ocorrerá se também a perder.
Quando o encontro com a família dela não corre bem, coloca a si mesmo a questão de Makenna merecer alguém melhor, mais forte e pura e simplesmente mais...normal.

OPINIÃO:
Eu adorei o primeiro livro sobre estes personagens, mas admito que este segundo foi bem superior, neste as personagens foram bem desenvolvidas e mesmo continuando a ser curto, temos bastante emoção nestas páginas e uma excelente trama. Não se deixem enganar pelo tamanho, ele é pequeno, mas tem uma grande história, vão terminar este livro e pensar "como pode um livro tão pequeno ter tanta informação?". Quando o terminei até fiquei cansada, é estranho para um livro tão curto que se lê de uma só vez, mas a verdade é que tem uma história tão poderosa que chegamos ao final e nem percebemos que aconteceu tudo aquilo.

No primeiro livro conhecemos o Caden e a Makenna que se conhecem quando ficam presos num elevador, agora já passaram alguns meses e eles vivem um romance bastante forte. Mas Caden ainda acredita que Makenna merece alguém melhor, ele ainda não conseguiu ultrapassar os problemas do passado e com isso vem todas as inseguranças do seu relacionamento. Tudo fica pior ainda quando Makenna leva o Caden a conhecer a sua família.

A história é bastante interessante, está recheada de drama, não só por tudo o que o Caden passou quando era mais novo, mas ele também duvida que seja o melhor para a Makenna e quando uma pessoa do passado dela retorna tudo piora. O livro é fantástico, pois consegue em poucas páginas mostrar o desenvolvimento de um homem recheado de "demónios do passado", nada é fácil numa situação destas e eu cheguei a chorar em algumas partes, pois o Caden chega a achar que ele não merece a Makenna, que ela é demasiado boa para ele e que ela merece alguém melhor, é bastante triste e dramático. Mas por outro lado, temos esta mulher fantástica que é a Makenna, que vai fazer de tudo para ajudar o homem que ama, a relação deles tem altos e baixos, mas é tão bonita que emocionou-me horrores. É sem dúvida uma história linda e cativante que se lê de uma só vez.

É uma história de superação, bastante emocionante e que prende o leitor do início ao fim, fora que a escrita é fantástica. Mesmo depois de ler ainda não consigo entender como a autora conseguiu, o livro é tão pequeno em tamanho, mas tão poderoso e grandioso no seu conteúdo que foi uma mestria conseguir fazer isto, tem tantas informações, mas está tudo tão bem organizado que não damos conta, não é nada corrido e baralhado, pelo contrário, está tudo bastante bem pensado e desenvolvido da melhor maneira. 

A opinião ficou bastante curta, mas, tal como no primeiro livro, eu não vou dizer muito sobre esta história, afinal ele é tão curto que qualquer descuido dou logo spoilers e claro que não é esse o meu objetivo, mas o que quero passar é que a história destes dois personagens é maravilhosa e merece ser lida. E além disso os livros são tão pequenos, o que custa dar uma oportunidade?

Opinião do livro anterior:

Leitura com o apoio: